Poupa Dinheiro

⬇ Solicite Abaixo ⬇

Não é muito difícil se perder em meio a contas e dívidas para pagar.

Este tipo de situação, apesar de eventual, acaba apertando o orçamento, e precisamos recorrer a outros meios para não prejudicarmos nossa organização financeira.

Seguindo a mesma linha, podemos perceber também que nem sempre temos o dinheiro necessário no momento em que desejamos, seja para fazer uma viagem ou investimento.

Novamente, trazemos à frente uma demanda, que pode ser suprida por um recurso muito utilizado atualmente: o empréstimo.

Você consegue, por exemplo, trocar uma dívida com juros mais alto por uma com juros mais em conta, no primeiro caso. Ou não perder uma boa oportunidade econômica, quando falamos do segundo caso.

O maior problema não é exatamente a funcionalidade deste tipo de crédito, mas a dificuldade que a maioria dos indivíduos tem de identificar o momento oportuno para abraçar essa oferta.

Pegar dinheiro emprestado não significa, necessariamente, se endividar mais ou perder o controle do quanto você gasta.

Se você quiser saber um pouco mais sobre o assunto, continue lendo o texto.

Você só pagou o valor mínimo do cartão de crédito no mês passado

O cartão de crédito pode ser um bom aliado, quando bem utilizado.

Se você pecou na hora de comprar e agora está com dificuldades para pagar o que deve, pedir um empréstimo pode ser uma boa escolha.

Quando só pagamos o valor mínimo do cartão, devemos ter consciência de que a quantidade faltante será debitada na fatura seguinte, acrescida de juros altíssimos.

Neste caso, compensa buscar uma boa concessão de crédito, trocando uma tarifa alta por uma mais baixa.

Você está adiando um plano significativo ou um sonho para o futuro

Não importa se você quer fazer um intercâmbio, abrir seu próprio negócio ou comprar um carro novo.

Um empréstimo, nesse caso, pode ser uma solução para quem quer fazer um investimento alto e não consegue guardar uma quantia alta de dinheiro em um tempo relativamente curto.

Pesquise sobre as modalidades disponíveis no mercado, você pode encontrar uma que atenda às suas vontades e que futuramente não pesem tanto assim no bolso.

Uma despesa emergencial apareceu

Imprevistos acontecem e nem sempre estamos preparados para arcar com as emergências que surgem ao acaso.

Aqui, falamos tanto de urgências quanto de acontecimentos aleatórios.

Um acontecimento inesperado, como um tratamento médico, deve ser abordado como prioridade e por isso, um empréstimo pode ser a única solução.

Em alguns casos, é mais vantajoso utilizar este tipo de crédito, quando não temos escolha sobre como vamos gastar, do que se endividar com encargos de contas em aberto.

Mas, tome cuidado, analise de forma sensata a demanda de cada evento.

O cheque especial virou seu companheiro

O uso do cheque especial é extremamente parecido com o do cartão de crédito, não em questão de benefícios, mas em questões de taxas.

Ter dinheiro em conta, mesmo depois de um acúmulo sucessivo de débitos que te negativaram pode ser algo preocupante.

O dinheiro que o banco te “dá” vem com uma condição: juros elevados.

Neste caso, o empréstimo como solução se assemelha ao primeiro caso, na medida em que uma dívida grande é trocada por uma menor.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as ocasiões em que os empréstimos devem ser utilizados, não perca a chance de se acertar financeiramente, ou de concluir aquele projeto com o qual você tanto sonha.

Se você gostou do artigo, compartilhe com seus colegas, amigos e família. Eles também podem aproveitar o conteúdo e aproveitar uma graninha extra.

Você tem dúvidas ou sugestões? Deixe nos comentários abaixo. Até a próxima!